SOBRETUVO V

Desde julho de 2009, o SobreTudo só cresceu. Já temos espaço próprio DO LADO DO METRÔ PARAÍSO, mais artistas participando, e um preço muito acessível! Por isso você não pode perder o SobreTudo V – música – grafite – ilustração – astrovivência

Após uma grande reforma, o Espaço Mundo Pensante recebe a quinta edição do SobreTudo, evento de artes onde o objetivo é absorver o que os artistas tentam passar. O SobreTudo V está imperdível e a Mundo Pensante tem o prazer de receber todos aqueles que desejam fazer um programa legal neste Sábado! Dia 30 de outubro.

Porque você deve ir (ou dez motivos para ir ao SobreTudo V)?

1) Show de Rhaissa Bittar, que se apresenta com sua banda, interpretando músicas gravadas no CD Voilá.

2) Comida vegetariana torna a tarde de sábado ainda mais agradável

3) Exposição de ilustrações e telas de Adolfo Moreira

4) Temos vinho!

5) LIVE PAINTING com Ricardo Penino, que irá decorar a fachada do Espaço Mundo Pensante com sua arte em um muro de 3X3 metros!

6) Abertura com uma Astrovivência ministrada por um dos melhores astrólogos do país, Robson Papaleo!

7) Show de Rabeca com Rafa da Rabeca e Maria Rosa Caldas diretamente de Pernambuco!

8) Ciclistas e estudantes pagam mais barato!

9) DO LADO DO METRÔ PARAÍSO!

10) PORQUE É SÁBADO!!

ENVIE SEU NOME COMPLETO PARA LISTA@MUNDOPENSANTE.COM.BR E GARANTA SEU INGRESSO MAIS BARATO!!

Serviço

Dia 30 de outubro, sábado!

Das 14 às 23

SobreTudo – Música – Grafite – Ilustração – Astrovivência

Rhaissa Bittar, Adolfo Moreira, Rafael da Rabeca, Astrovivência e Ricardo Penino

R$ 20,00 (Ciclistas e estudantes pagam R$15)

lista – R$15: lista@mundopensante.com.br

Rua Afonso de Freitas, 367 – Paraíso – perto do metrô!

!!!Aceitamos Visa e Mastercard (Débito)!!!

SOBRE OS ARTISTAS!

– Rhaissa Bittar – A menina começou a cantar quase na mesma época em que aprendeu a falar e passou a infância aprimorando os graves e agudos no microfone de plástico. Aos 18, partiu para Taiwan, na China, onde fez intercâmbio escolar durante um ano e teve aulas de música, canto e dança chineses. Passou um ano gravando seu primeiro disco, Voilà, ao lado de músicos como Maurício Pereira, Daniel Szafran, Michel Leme, Nailor Proveta, Ricardo Herz, Banda Paralela e Lulinha Alencar. O disco tem três composições da própria Rhaissa e mistura suas raízes tupiniquins com referências de jazz e música popular chinesa. O álbum acaba de ser lançado e está à venda nas principais livrarias e lojas do ramo. Rhaissa já foi indicada pelo jornal O Estado de S. Paulo como a cantora de MPB que “Vai fazer Barulho”. Durante os próximos anos, Rhaissa Bittar vai trabalhar na divulgação deste trabalho e vai fazer barulho.

– Rafa da Rabeca e Maria Rosa Caldas – A pernambucana Maria Rosa Caldas bebeu da fonte de significantes manifestações tradicionais a exemplo do Balé Popular do Recife, maracatus Piaba de Ouro, de Mestre Salustiano e Boi Pintado, de Mestre Grimário, ingressando em diversos grupos como Ylê de Egbá (Afoxé), Boizinho Alinhado (maracatu rural) e O Balaio (coco, ciranda, maracatu baque-virado e baião). Rafa da Rabeca é nascido em São Paulo-SP, de pais Pernambucanos. Criado entre Recife, Caruaru e Camocim de São Félix, no meio do Agreste pernambucano, vivenciou a cultura principalmente através de sanfoneiros, bandas de pífanos e bacamarteiros. Recebeu sua primeira rabeca das mãos de Edval Marinho, folclorista da cidade de Ferreiros-PE, no ano de 2000.

– Adolfo Moreira – Adolfo Moreira nasceu em São Paulo, e desde muito cedo encontrou na arte um meio para sua expressão. Desenhos de personagens de animações à esculturas em sabonete ilustram essa fase do artista. Na adolescência, partindo da observação, aprimorou-se em algumas técnicas e continuou a acumular material. Não era mais a cópia que desenvolvia, havia algo intimista, mas ainda sem uma orientação, um estilo definido. Como sempre foi um artista autodidata, em 2005 resolveu estudar, e ingressou na Faculdade de Belas Artes de São Paulo onde passou a vislumbrar como os movimentos artísticos concebiam novas técnicas e materiais, fato esse que o levou a outras possibilidades de criação. Nesta sua primeira exposição, o jovem artista Adolfo Moreira apresenta alguns de seus trabalhos produzidos entre 2005 e 2010.

– Ricardo Pennino – Pennino é um artista por essência. Suas formas revelam a maneira como vê o mundo: absrato, colorido e caótico. Seus traços marcantes são as manchas de tinta propositalmente jogadas, com recursos visuais de repetição e sempre muitas cores. Já participou de diversos eventos multiarte, onde já fez desde seus famosos grafites até instalações.

– Astrovivência – A Astrovivência é uma forma de sentir a energia planetária em funcionamento dentro de nós. Através de dinâmicas de grupo, técnicas de visualização, exercícios físicos, jogos interativos, individuais e em grupo, técnicas cênicas e música, você vivenciará todos os arquétipos planetários, seguindo o caminho dos astros numa jornada em busca da sua essência. Resgate todo o potencial de vida que existe em seu ser, e descubra o caminho da evolução que está gravado dentro de cada ser humano e pronto para ser acessado. A Astrovivência foi desenvolvida para o público em geral, sendo uma ótima ferramenta para o desenvolvimento pessoal, social e profissional.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s