CRUA

Há 3 meses estou longe de São Paulo, seria tempo suficiente para perder as novas tendências e novos artistas, falo isso por que não estou efetivamente ativo com as pesquisas do Fotógrafo Urbano, entretanto, fico feliz em perceber que uma atitude e um ideal – fotografar e fazer a difusão da arte – ajudou, de certa forma, muitas vertentes que ha uns 3 anos pesquisei e agora estão tão evidenciadas – não efetivamente pelas pesquisas do projeto – por que são projetos que estão ai ha anos, projetos, que por de trás existem pessoas que tive o privilégio de conhecer, são esses anônimos que batucam, que pintam a cidade com as novas cores dessa nova geração, que fazem o som jamaicano invadir as ruas em ações socioculturais e socioambientais, todas essas pessoas, tão humanas quanto cada um de nós, constroem, sem titubear os seus sonhos na certeza que estão contribuindo e deixando algo melhor para o nosso meio ambiente. Pensamento transcendental, muito a frente, bons corações, boas almas, sinceras, honestas e com ideais tão grandes quanto os meus, quanto os seus. Não sei como traduzir o sentimento de gratidão por tantas pessoas que estão eternizando estas ações de um ideal possível, o de construir um mundo melhor.

Lembro-me da primeira odisséia urbana para flagrar meninas grafiteiras, foi  em 2007 na Avenida Francisco Moratto, cheguei de mansinho e com humildade, como tem que ser quando se chega na casa de alguém que você ainda não conhece, pedi licença pra fotografar e, assim, aos poucos, através destes artistas fui descobrindo um mundo totalmente surreal dentro da minha concepção leiga de um curioso nato.

Hoje, tenho orgulho de dizer que sou amigo de duas artistas que representam muito na cena street art de São Paulo,  e que essa semana me enviaram uma noticia linda, me contaram que estão lançando sua marca, a CRUA. Segundo elas, trata-se de uma produção independente, por isso são peças únicas, feita a quatro mãos. Não perguntei sobre o significado do nome CRUA, mas, na minha humilde intuição e do pouco que as conheço, arrisco dizer que seja por ser a arte nua e CRUA, já que as peças traduzem esta essência enigmática e sincera da Sinhá e da Magrela, grafiteiras que deixam desenhos tão singelos, tão simples, com tanto amor, e que exteriorizam cada fase vivenciada pelas artistas.

Parabéns MAG e SINHÁ pelo lindo trabalho!

Seu fã número um.

Ernani Baraldi


Infos.

Por enquanto somente peças femininas

compras pelo emaildacrua@gmail.com | 11.24767870

Slogan – ande por aí crua

Site | http://crua.carbonmade.com/

Anúncios

Um pensamento sobre “CRUA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s